SharePoint
Teatro: Vemo-nos ao nascer do dia
08/11/2019 09:00
SBSI
Na sequência de um naufrágio, duas mulheres encontram-se algures numa praia ou num rochedo no meio do mar. São sobreviventes à procura de encontrar explicações para o que sucedeu, e em mente parecem ter apenas o objetivo de voltar a casa. Até que algo sucede e, entre o onírico e a alucinação, se percebe que uma delas já não se encontra entre os vivos e a outra terá de lidar com a morte e o luto.

Como sublinhou Susannah Clapp nas páginas do The Observer, Meet me at Dawn (no original) é uma “sinfonia da perda” onde a dramaturga britânica Zinnie Harris propõe “um jogo teatral com altas implicações com as coisas que o ser humano mais teme”. Citando diretamente o mito de Orfeu e Eurídice, a autora escreveu uma peça sobre “o amor e o luto”, e consequentemente sobre “a impossibilidade da morte”, ou não tivesse Orfeu descido ao mundo dos mortos para resgatar, e poder ver nem que fosse só por uma vez, a mulher amada.

Ficha técnica
Artistas Unidos;
Texto: Zinnie Harris;
Encenação: Pedro Carraça;
Interpretação: Andreia Bento e Joana Bárcia.

Terças e quartas, às 19h00; quintas e sextas, às 21h00; sábados, às 16h00 e 21h00, até 14 de dezembro, no Teatro da Politécnica.

Agenda Cultural de Lisboa