SharePoint

Mais Sindicato e SBC não aceitam pressão sobre trabalhadores do Montepio

24/09/2020

Os Sindicatos reuniram-se ao final da tarde de ontem com a administração do Montepio, que confirmou a pretensão de apresentar aos trabalhadores um programa de reformas antecipadas e rescisões de adesão voluntária para a redução de efetivos. Mais Sindicato e SBC querem fazer sugestões de melhorias no documento.

O Mais Sindicato e o SBC foram convocados pela administração do Montepio Geral (MG) para uma reunião, que se realizou ontem, dia 23, às 18h30. O objetivo foi prestar esclarecimentos sobre a redução de trabalhadores do banco, conforme as notícias vindas a público.

Recorde-se que os Sindicatos já tinham manifestado a sua apreensão com a situação dos trabalhadores e aguardavam a marcação de uma reunião, como informaram no seu comunicado de dia 21 de setembro.

Na reunião, os Sindicatos manifestaram à administração a sua preocupação com a situação dos trabalhadores, sobretudo no atual momento de crise e desemprego que o País atravessa.

Medidas

A administração adiantou que o banco teve 51 milhões de prejuízos e quebra do produto bancário, pelo que a transição digital é urgente. Face à perspetiva da pior depressão económica de que há memória, tem de ser garantida a sustentabilidade do Montepio no futuro, justificou.

A administração defendeu as medidas que pretende tomar devido à situação relatada:

  • Reduzir balcões com redundância geográfica, o que implicará o encerramento de 37 da atual rede;
  • Diminuir o número de efetivos, mas garantiu ser falso que esta medida atinja 800 trabalhadores. O total ainda não está definido;
  • Foi pedido o estatuto de empresa em reestruturação para poder garantir a eventualidade de no próximo triénio permitir a atribuição de subsídio de desemprego a quem aceite deixar o banco;
  • Otimizar recursos humanos ajustando pessoas.

 Programa voluntário

Para cumprir os objetivos, a administração pretende apresentar aos trabalhadores um programa de redimensionamento do quadro de pessoal, que consiste em apresentar soluções de reformas antecipadas e rescisões por mútuo acordo. O plano estender-se-á até ao final de 2021.

Nesse sentido, os trabalhadores – exclusivamente por sua iniciativa e voluntariamente – poderão aceder ao programa, simular as condições inerentes a cada uma das soluções e, se assim o entenderem, candidatarem-se.

As candidaturas serão posteriormente analisadas pelos recursos humanos do banco e debatidas com cada um dos interessados, garantiu a administração aos Sindicatos.

O Mais Sindicato e o SBC aguardam a qualquer momento que o Montepio lhes faculte em detalhe o programa que pretende implementar, para que o analisem e eventualmente façam sugestões de melhoria.

Alerta

Os Sindicatos deixaram claro que não admitirão qualquer pressão sobre os trabalhadores para que acordem uma solução que não querem.

Nesse sentido, alertam os seus associados:

  • A adesão ao programa – candidatura e eventual aceitação – é voluntária;
  • Na eventualidade de pressões, seja de que tipo for para aceitarem qualquer uma das soluções, devem denunciar a situação de imediato aos Sindicatos;
  • Em caso de dúvidas devem colocar as suas questões aos serviços jurídicos do Mais Sindicato e do SBC;
  • Não devem assinar nada sem estarem devidamente esclarecidos sobre as implicações de tal decisão.

Os trabalhadores podem contar com os seus Sindicatos. O SBC e o Mais Sindicato tudo farão para defender os interesses dos associados.