SharePoint

Trabalhadores do BCP: é urgente repor rendimentos

10/01/2019

A Direção do SBSI quer ver resolvida a situação no banco: ou seja, reposição dos valores retidos e negociação de aumentos salariais.

Os trabalhadores do BCP encontram-se numa situação inaceitável que deve ser corrigida imediatamente.

Depois de nove anos sem qualquer aumento nos salários e de três anos de ajustamento salarial, a revisão da tabela continua por fazer – apesar das inúmeras solicitações do SBSI, a última das quais no final de dezembro de 2018, todas sem resposta do banco.

A crise que assolou a banca foi devastadora para os trabalhadores do setor, e nomeadamente para os trabalhadores do BCP, traduzindo-se em redução de postos de trabalho para muitos. Para os que ficaram, houve não apenas vencimentos sem atualização mas redução nos salários, na ordem dos 6%, além da suspensão de direitos consagrados.

A redução de salários dos trabalhadores cessou em julho de 2017, mas ainda continua por devolver a soma dos valores retidos. Os trabalhadores têm direito a essa devolução, que deve ser feita o quanto antes. Já esperaram demasiado tempo!

Numa altura em que se concluiu a revisão da tabela salarial do ACT, com aumentos médios de 0,75%, é o momento de pressionar o BCP – que tem um ACT para o Grupo – para iniciar o processo de negociação de revisão salarial.

Após nove anos de enormes sacrifícios, os trabalhadores têm direito a aumentos salariais justos. E têm a legítima expectativa de verem as suas condições de vida e de trabalho finalmente melhorarem.

Numa coisa estamos certos e empenhados: é tempo de os trabalhadores do BCP verem os seus rendimentos aumentados!

Pela nossa parte, tudo faremos para que isso seja uma realidade.

A DIREÇÃO DO SBSI